Câmbio

A troca de moeda estrangeira no Brasil deve ser feita em instituições credenciadas pelo Banco Central do Brasil.

Nas viagens internacionais é sempre melhor levar a moeda de destino evitando conversões desnecessárias que acabam representando custos adicionais. Caso a moeda do seu país de destino não esteja disponível no Brasil, é sugerido levar uma das moedas como Dólar Americano ou Euro.

Para troca de moeda estrangeira basta apresentar os documentos de identificação pessoal (CPF e RG),comprovante de endereço e telefone. Para trocas que excedam ao valor de U$D 3.000,00 (três mil dólares), ou R$ 10.000,00 (dez mil reais) deve-se consultar outros documentos necessários bem como formas de pagamento. Não há limite para aquisição de moeda estrangeira, porém são determinados procedimentos específicos para valores que também excedam R$ 10.000,00 (dez mil reais) ou equivalente em outra moeda.

Esta é uma operação isenta de imposto de renda, mas deve-se declarar a quantidade de moeda estrangeira em seu poder, no momento que adquirir valores que excedam R$ 10.000,00 (dez mil reais).Para isso deve-se acessar o site da Receita Federal , (https://www4.receita.fazenda.gov.br/dpv-viajante/), imprimir formulário específico e valida-lo junto ao guichê da Receita Federal no Aeroporto após o check-in internacional, portando o passaporte, o formulário preenchido anteriormente, o numerário para conferência e o recibo da origem e procedência da moeda estrangeira adquirida.

IMPORTANTE: Atenção para as moedas que sobram durante sua viagem. Evite trazer moedas metálicas, pois sua negociação é muito difícil. Caso tenha visitado um país cuja moeda não seja conversível em nosso país, troque-a por dólares americanos ou euros antes de seu retorno.